Algumas palavras portuguesas muito difíceis e os truques para pronunciá-las corretamente

Pedimos 7 pessoas de diferentes países do mundo para tentar pronunciar algumas palavras portuguesas muito difíceis. Aqui está o resultado e os nossos conselhos para evitar erros.

 

Nós, italianos, temos um amor especial pelo Brasil, provavelmente devido ao fato de que a maioria de nós tem pelo menos um parente ou um antepassado que – em algum momento do século XIX ou XX – decidiu pegar um navio, arar o Oceano e se instala lá.

Será por esta razão que, de alguma forma, nos sentimos conectados e mais próximos desse país maravilhoso, que muitas vezes representa um dos nossos destinos favoritos para os feriados?

Antes de partir para a próxima viagem para descobrir Ipanema e Pão de Açúcar (o famoso Pan di Zucchero, a montanha que aparece em todas as vistas), no entanto, é bom atualizar algumas regras da pronúncia portuguesa.

Aqui estão as nossas sugestões:

Exceção (exceção)

xc : o som de “x” pode ser difícil de entender para falantes não-nativos. Você acha que existem até cinco maneiras diferentes de pronunciá-lo e as regras a seguir têm tantas exceções (exceções, na verdade) que nem sequer vale a pena tentar aprender por coraão! Em caso de dúvida, aconselhamos você a consultar um dicionário fonético. Nesta combinação específica (o “x” associado a um “c”), no entanto, a pronúncia é semelhante à “s” que usamos em “pedra”.

ç : o símbolo sob “c” é chamado de “cediglia” (ou cedilha em português) e, claro, altera sua pronúncia de acordo com a língua em que é usada. No caso específico do português, o som produzido é praticamente idêntico ao descrito no caso anterior (um “s”).

ão : é um verdadeiro pesadelo para estudantes portugueses, porque é muito difícil encontrar um som correspondente em outras línguas. O símbolo na parte superior do “a” é o chamado “tilde” e faz as vogais nas quais ele é colocado nasal.

Amanhã (amanhã)

nh : nem este som tem um correspondente específico em italiano. Dizemos – para tentar simplificar as coisas – é um “gn” (como em “gnomo”) pronunciado de forma delicada que faz com que o “g” se sinta menos. Tudo claro, certo?

ã : a regra “tilde” é aplicada e o “a” é pronunciado nasalmente.

Lagartixa (gecko tropical)

x : como antecipamos anteriormente, o “x” é pronunciado de cinco maneiras diferentes. Neste caso, lembra a composição “esqui” do “enxame”.

Trocadilho (trocadilhos)

lh : o “l”, quando está perto de um “h”, perde sua peculiaridade e soa como um “eu” pronunciado de maneira muito rápida.

Cabeleireiro (cabeleireiro)

r : o “r” entre duas vogais perde uma parte da sua força e se assemelha a um “d” macio.

Paralelepípedo (paralelepípedo)

Esta palavra é bastante fácil de nos pronunciar para os italianos, mas queríamos incluí-lo igualmente nesta lista para explicar outra regra (esta vez é simples, prometida) da língua portuguesa: se houver um sotaque no meio da palavra, devemos emprestar Tenha cuidado … não é colocado lá apenas por beleza!

Otorrinolaringologista (otorrinolaringologista)

rr : o duplo “r” é pronunciado de forma aspirada. Em italiano, não ouvimos o som da letra “h”, é verdade, mas podemos igualmente usar como modelo a pronunciação toscana de “c” (em “casa” ou “cão”). A mesma regra também se aplica ao único “r”, mas apenas se ele está no início da palavra. Como resultado … sim, você sempre pronunciou “Rio de Janeiro” no caminho errado (e não se esqueça da regra “r” entre as duas vogais: deve soar mais ou menos como “Hio de Janeido”).

gi : o “g” perto das vogais “e” e “i” leva um som suave a meio caminho entre o “gi” do “gigolo” e o “sc” do “enxame”. Quando, em vez disso, o “g” está ao lado de “a”, “o” ou “u”, é pronunciado exatamente como em italiano.