Língua portuguesa ou língua brasileira?

Agora, o português brasileiro pode ser considerado único. Diferente do português europeu. Um pouco como o que acontece entre o inglês americano eo inglês britânico. Isto é afirmado em uma análise de documentos antigos e entrevistas feitas nos últimos 30 anos.

Ao longo do tempo, os portugueses do Brasil tornaram-se mais simples, mais diretos e mais flexíveis, chegando a soltar alguns elementos essenciais da gramática. Um exemplo claro: para a pergunta “você voce ou livro?” (Você comprou o livro?) Um brasileiro simplesmente responde: “comprei” (eu comprei) omitindo, então o pronome do objeto.

O português responderia: “Sim, comprei-o”. O léxico entre os dois países apresenta tantas diferenças. O uso do gerúndio e o uso de pronomes atônicos também são diferentes. Onde os brasileiros dizem “estou estudando”, os portugueses dizem “estou a estudar”. No caso dos pronomes, os brasileiros tendem a usá-lo antes do verbo. Em vez disso, o português o usa mais tarde.

O idioma que falamos no Brasil não é exatamente o que escrevemos. Em vez disso, os portugueses escritos e falados em Portugal são mais parecidos. Tanto na pronúncia como na gramática. Para um brasileiro, o l no final de uma palavra tem o som de você. Para os portugueses é um l.

Aqui estão algumas diferenças no léxico:

BRASIL                            PORTUGAL                                      ITALIANO
Trem                                Comboio                                          Trem
Banheiro                         Casa de banho                                Banheiro
Café da manha               Pequeno almoço                            Café da manhã
Celular                             Telemóvel                                       Cellullare
Ônibus                             Autocarro                                        Ônibus
Sorvete                            Gelado                                              Gelato
Mensalidade                   Propina                                           Mensal

Na língua viva, que muda todos os dias, há muitas expressões que não têm significado em Portugal e expressões portuguesas que não têm significado no Brasil. É importante esclarecer que quando você fala português você pode entender e entender tanto em Portugal quanto no Brasil. E isso eu também poderia verificar através dos meus alunos que foram a Portugal. No entanto, é mais fácil entender a pronunciação brasileira porque é “mais limpa”. É por isso que, em cursos de português, sempre tento mostrar a diferença entre um e outro para os alunos que nos detêm.

Logo, a gramática será, oficialmente, mais uniforme entre os países de língua portuguesa. A partir de 1º de janeiro de 2016, o novo acordo de ortografia entra em vigor. Com a nova reforma, o Brasil terá 0,8% das palavras alteradas. Em vez disso, em Portugal, a mudança representará 1,3% das palavras. O acordo foi assinado em 1990 entre Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, Timor-Leste, São Tomé e Príncipe.

Apesar do esforço para tornar o padrão português para facilitar os intercâmbios culturais, alguns estudiosos idiomáticos argumentam que o português brasileiro, talvez, seja “autônomo” em 200 anos, quando a acumulação de suas próprias características o impedirá de compreender plenamente o que os portugueses vão falar. Quem sabe?